Use of substrates and hydrogel to produce desert rose seedlings

Fecha de publicación: Ago 19, 2021

Resumen

Adenium obesum (Forssk.) Roem. & Schult., amplamente conhecida como rosa-do-deserto, tem despertado interesse pelas suas características estéticas que são influenciadas pelo processo de produção de mudas. Com isso, por meio de dois experimentos consecutivos instalados inteiramente ao acaso, objetivou-se avaliar o uso de diferentes substratos e hidrogel na produção de mudas de rosa-do-deserto, em ambiente protegido. Primeiramente, foram testados onze substratos confeccionados a partir de: OrganoAmazon®; PuroHumus®; solo; casca-de-arroz in natura; casca-de-arroz carbonizada, serragem e esterco bovino. Em seguida, foram testados três substratos (S1 - OrganoAmazon® + PuroHumus®; S2 - OrganoAmazon® + PuroHumus® + casca-dearroz in natura e S3 - OrganoAmazon® + PuroHumus® + casca-de-arroz carbonizada) associados a quatro níveis de hidrogel: 0 (irrigação diária), 1, 2 e 3 g L-1 (irrigados em dias alternados). Foram avaliadas variáveis de crescimento e índices de qualidade das mudas. Seis substratos (todos sem adição de serragem e quando usados em mistura) agruparam-se como os que promoveram o adequado crescimento das mudas, com: altura, número de folhas, diâmetro do colo, comprimento radicular e biomassa da parte aérea superiores a 6,5 cm; 13; 12 mm; 7,5 cm e 0,45 g, respectivamente. O substrato composto por OrganoAmazon® + PuroHumus® (1:1 v/v), quando irrigado diariamente, foi o que mais favoreceu a produção de mudas de qualidade. A utilização de hidrogel em substratos com turnos de rega realizados em dias alternados não favoreceu a produção das mudas de rosa-do-deserto